Professores ensinam sobre práticas de consumo consciente

Os temas de conscientização sobre o consumismo desenfreado e a sustentabilidade são cada vez mais difundidos na mídia a fim de desacelerar os impactos que o mundo moderno têm feito na natureza. Além de campanhas, eventos e novas leis que vêm sendo implantas em prol da natureza, o consumo consciente aos poucos passará a também a ser ensinado nas escolas.

No mês de julho foi lançado pela Secretaria Estadual da Educação do Estado de São Paulo, em parceria com o Procon-SP, um projeto que visa o aprendizado de noções de consumo consciente, denominado Saber Consumir. Cerca de cinco mil escolas estaduais do estado terão educadores capacitados pelo Procon para ensinar os alunos sobre práticas de consumo consciente através de material composto de livros e vídeos. No lançamento do projeto, o governador Geraldo Alckmin declarou que a iniciativa será benéfica até mesmo para os fornecedores.
aula1
E para as escolas que ainda não contam com o Saber Consumir, há outras alternativas. Uma delas é o Edukatu, uma rede de aprendizagem virtual lançada pelo Instituto Akatu. Através de uma plataforma online (www.edukatu.org.br), alunos e professores têm acesso a um extenso conteúdo sobre práticas de consumo consciente. O diretor-presidente do Akatu, Hélio Mattar, avalia como as tecnologias são fundamentais para estimular a sustentabilidade: “Práticas conscientes não podem ser impostas. Por isso, o projeto conta com uma plataforma totalmente interativa. A ideia é não ter um aprendizado unidirecional, mas proporcionar a troca de informações e experiências com professores, alunos e escolas”.
Com as crianças aprendendo desde cedo sobre as práticas de consumo consciente, a sociedade, por sua vez, deve ficar mais de olho no consumismo insustentável e contribuir para uma melhor formação da nova geração.